Dana White exalta Johnson: “Difícil não chamar de maior de todos os tempos”

Presidente do Ultimate, no entanto, frisa que campeão peso-mosca da organização está a uma luta de bater recorde de defesas de título que pertence a Anderson Silva

Dana-White-UFC-144-pre-press-3

A performance convincente na vitória contra Wilson Reis, no último sábado, em Kansas City, nos Estados Unidos, deixou Demetrious Johnson, campeão peso-mosca do Ultimate, em alta com Dana White, presidente da organização. O mandatário declarou que “Mighty Mouse” caminha para ser o melhor lutador de todos os tempos – o americano precisa apenas de mais um triunfo para superar o recorde de defesas de título que pertence a Anderson Silva, a quem igualou com a finalização sobre Wilson Reis.

– Ele tem mais uma luta. Mas e se quebrar o recorde de Anderson Silva? Ouça, ele já o melhor lutador peso-por-peso do mundo e se esforça para melhorar ainda mais e destruir os adversários. Ele poderia ser considerado o maior lutador de todos os tempos agora. Ou, dando o devido respeito a Anderson, esperarmos até Johnson quebrar o recorde. É difícil não chamarmos de melhor de todos os tempos – declarou o cartola à imprensa, após o evento.

E Dana White não parou por aí. Ele destacou o desempenho irretocável de Demetrious Johnson na vitória do peso-mosca contra Wilson Reis, por submissão, no terceiro round.

– É muito louco o que ele fez essa noite, certo? Eu estava dando uma entrevista para o Brasil e ouvi ele perguntar ao seu treinador (Matt Hume) o que havia feito de errado. Eu parei e disse: “Treinador, deixa eu responder por você”. Nada! Não fez nada de errado. Ele estava incrível no seu jogo de pés, teve um número absurdo de socos. E, então, ele vai para o chão para fazer um dos movimentos mais perigosos que você pode tentar: uma chave de braço. E faz isso contra um brasileiro campeão mundial de jiu-jítsu. Ele é sobrenatural.

Primeiro e único campeão do peso-mosca do UFC, Demetrious Johnson chegou a dez defesas de cinturão, empatando com Anderson Silva. O americano perdeu pela última vez em 2011, para Dominick Cruz, na época que atuava como peso-galo.

.

Combate


Comentários