Masvidal elogia Demian, mas prevê que vencerá antes do terceiro round

Meio-médio americano garante ter um jogo de chão no mesmo nível do brasileiro e acredita que treinar com canhotos facilitará a sua adaptação ao estilo do adversário

mg_4445

Em janeiro de 2017, Jorge Masvidal conseguiu a vitória mais importante da sua carreira ao nocautear Donald Cerrone, tendo seu nome catapultado no ranking oficial dos pesos-meio-médios do UFC. Logo após a luta, o americano pediu para enfrentar Demian Maia. Após mostrar-se a princípio relutante em aceitar a luta, o brasileiro acabou sendo pressionado pelo UFC a assinar o contrato para continuar tendo chances de ser o próximo desafiante ao cinturão da categoria, e acabou concordando com a disputa no UFC 211. Em entrevista à “BJ Penn Radio”, Masvidal parabenizou Maia pela atitude.

– O cara foi macho. Tiro meu chapéu para ele por ter aceitado a luta. Foi muito corajoso. Não sei quais foram as razões, nem o que foi dito a ele com as portas fechadas. Nem sei se falaram alguma coisa. Só posso agradecer por ele ter aceitado lutar.

Para Masvidal, a mesma surpresa que ele causou ao derrotar Donald Cerrone se repetirá contra Demian Maia. Na sua opinião, o caminho para a vitória é estar com o jogo de chão no mesmo nível do brasileiro.

– Da mesma forma que as pessoas ficaram surpresas com a minha torcação diante de Donald Cerrone, elas ficarão surpresas com a minha luta agarrada contra Demian Maia. Não é possível vencer um cara como ele a menos que se tenha um chão no mesmo nível que o dele. E a maioria dos lutadores, especialmente os caras que ele enfrentou, não estão no mesmo nível de jiu-jítsu ou wrestling defensivo para vencê-lo. Mas eu sei que eu estou. Sei que vou suerá-lo em cada posição de MMA em que formos colocados. Vou mostrar que tenho mais coração que ele, e vou fazê-lo desistir.

Acostumado a treinar com companheiros canhotos, como Demian, Masvidal acredita que terá facilidade diante dessa característica do brasileiro, e mostrou confiança ao prever que vencerá o combate antes do terceiro round.

– Alguns dos meus companheiros de treinos, como Colby Covington e Nathan Coy, são canhotos e excelentes no wrestling e na luta agarrada. Vou dar uma surra nele. A luta não vai chegar ao terceiro round. Não sei dizer se ela vai acabar no primeiro ou no segundo rounds, mas não vai chegar ao terceiro – finalizou Masvidal.

O UFC 211 acontece no próximo dia 13 de maio, e o Combate transmite ao vivo e com exclusividade. O Combate.com transmite as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo e acompanha o torneio na íntegra, em Tempo Real. Confira o card completo e atualizado:

UFC 211
13 de maio, em Dallas (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-pesado: Stipe Miocic x Junior Cigano
Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk x Jessica Andrade
Peso-pena: Frankie Edgar x Yair Rodríguez
Peso-meio-médio: Demian Maia x Jorge Masvidal
Peso-pesado: Dmitry Poberezhets x Jarjis Danho
Peso-pena: Gabriel Benítez x Enrique Barzola
Peso-leve: Eddie Alvarez x Dustin Poirier
Peso-médio: David Branch x Krzysztof Jotko
Peso-mosca: Henry Cejudo x Sergio Pettis
Peso-leve: James Vick x Marco Polo Reyes
Peso-leve: Chas Skelly x Jason Knight

.

Combate


Comentários