Após goleada, Guto pede ‘pés no chão’ para final na Copa do Nordeste

Esquadrão faz primeiro jogo contra o Sport nesta quarta-feira (17), na Ilha do Retiro, em Recife

RTEmagicC_tiagofonseca.jpg

A torcida tricolor está contente na manhã desta segunda-feira (15). A estreia do Bahia na primeira divisão foi melhor do que o mais otimista dos torcedores imaginava: goleada por 6 a 2 sobre o Atlético-PR. A empolgação, no entanto, não deve ser levada a diante pelo elenco. Para o técnico Guto Ferreira, o time ainda precisa melhorar.

“Empolgar? Não. Continuamos com as nossas limitações, com as nossas virtudes, e as nossas virtudes sobrepujaram sobre as nossas limitações. Os gols que nós perdemos no Ba-Vi, hoje (ontem) nós fizemos. No primeiro tempo criamos 15 oportunidades e fizemos cinco. A gente fica feliz, o torcedor tem mais é que comemorar, mas nós não. Os pezinhos tem que ficar no chão”, disse Guto logo após a partida.

Passada a estreia, o Esquadrão vira a chave e inicia a preparação para o duelo contra o Sport, nesta quarta-feira (17), na Ilha do Retiro, pelo primeiro jogo da final da Copa do Nordeste. Guto vai ter problemas para montar o time. Suspensos, Régis, Edson e Armero estão fora. Renê Jr. ainda se recupera de lesão e ainda é dúvida.

“Teremos três baixas no jogo de quarta feira, um jogo de extrema importância para nós dentro do primeiro semestre. A coisa boa é que os jogadores que entraram conseguiram manter, o que te dá opções, passa mais confiança no que vem pela frente”, explicou Guto.

Outro que pode ficar de fora é Lucas Fonseca. Ele saiu de campo reclamando de dores e vai ser avaliado pelo Departamento médico para saber se terá condições de jogo. Com Jackson também lesionado, Éder e Rodrigão Becão aparecem como opções.

“Vamos avaliar o Lucas, mas aí vem a importância de ter variado, feito o rodízio, jogado a primeira fase do Campeonato Baiano, e até alguns jogos da Copa do Nordeste, variando os zagueiros. Os cinco zagueiros jogaram muito. Tem o Éder e o Rodrigo Becão. Se o Lucas não jogar, algum deles vão jogar. Ele não estão caindo de paraquedas se por acaso acontecer a partida. Total confiança neles e bola pra frente. o Bahia tem que acreditar no seu grupo e construir resultados”, Ferreira, que continuou:

“Nem sempre vamos ter resultados como esse, mas construir triunfos no Campeonato Brasileiro e na Copa do Nordeste com a equipe que tem. Foram eles quer trouxeram o Bahia até a final da Copa do Nordeste e estão aí para fazer um grande campeonato brasileiro”, afirmou o treinador.

.

RTEmagicC_c6cebb5f20.gif


Comentários