Bahia quebra tabu, bate Vitória no Barradão e é campeão Baiano

csm_bavifinal01_d9549286ca

Acabou o tabu. Depois de 16 anos, o Bahia voltou a festejar um título dentro do Barradão. Neste domingo (8), o tricolor venceu o clássico decisivo por 1×0 e ficou com a taça do Campeonato Baiano. A última vez que o Bahia havia comemorado um título na casa do principal rival havia sido em 2002, pela Copa do Nordeste.

O cronômetro mal tinha sido disparado quando o Vitória protagonizou a primeira investida do jogo. Nos primeiros segundos de bola rolando, Pedro Botelho cobrou lateral, Neilton desviou de cabeça, mas a bola ficou com Douglas. O goleiro tricolor trabalhou muito no começo da etapa inicial. Antes, Vinícius arriscou de longe. Mandou pra fora, mas assustou Fernando Miguel.

Susto lá e cá. Marco Antônio errou o passe e permitiu que Juninho chegasse sozinho na meta azul, vermelho e branca, mas o jogador rubro-negro desperdiçou a oportunidade e viu Douglas se agigantar na saída do gol.

Na sequência, o goleiro tricolor voltou a roubar a cena no Barradão. Neilton cruzou, Nickson chutou de bate-pronto e exigiu grande defesa de Douglas. A redonda voltou novamente para Neilton e Douglas, mais uma vez, saiu melhor na foto. Nickson ainda foi premiado com a sobra, mas mandou pra fora.

O Vitória dominou as iniciativas em mais da metade do primeiro tempo, mas o Bahia equilibrou o jogo nos minutos finais. Aos 32, Vinícius levantou na área, mas Edigar Junio não conseguiu chegar na bola. Nos acréscimos, a melhor investida tricolor da etapa inicial. Marco Antônio cruzou, Edigar rolou para Zé Rafael, que bateu contra a meta rubro-negra. A redonda tinha endereço, mas Fernando Miguel conseguiu espalmar para fora.

BOLA NA REDE 

A bola não demorou a beijar a rede no segundo tempo. Logo aos dois minutos, Elton abriu o placar no Barradão. Depois de tabelar com Marco Antônio, Zé Rafael bateu para o gol. Fernando Miguel deu rebote e Elton só empurrou de cabeça: 1×0.

O gol fez o tricolor gostar do jogo. Zé Rafael lançou Marco Antônio e ele bateu colocado, por cima da meta rubro-negra. Aos 18 minutos foram registradas cenas lamentáveis fora das quatro linhas. Ao ser substituído, o zagueiro Lucas Fonseca saiu de maca provocando com gestos a torcida do Vitória. Entre os reservas, o lateral Lucas foi tirar satisfação empurrando o rival.

No campo, o futebol prevaleceu. Para o Bahia, Zé Rafael bateu colocado. Pelo Vitória, Jonatas Belusso fez boa jogada pela direita e bateu para o gol. Mais uma vez, Douglas salvou a meta tricolor. Depois, Pedro Botelho cruzou pra área, mas o próprio Belusso não conseguiu cabecear para o gol.

.

RTEmagicC_c6cebb5f20.gif


Comentários