Time do Bahia tem apenas 8% de aproveitamento contra times do G6

Nas próximas quatro rodadas, tricolor vai encarar três times que estão na parte de cima da tabela

O torcedor tricolor tem motivos para estar preocupado com a sequência de jogos que o time tem pela frente na Série A. Além do Palmeiras, adversário de domingo (16), às 16h, na Fonte Nova, o Bahia vai encarar depois o Vasco, em São Januário, o Flamengo, novamente em casa, e o Grêmio, em Porto Alegre.

csm_bahia_afc4e112a6

Nestas mesmas quatro partidas no primeiro turno, o único triunfo foi sobre o time cruzmaltino, por 3×0. Nos outros três compromissos, três derrotas. Justamente diante das equipes que hoje se encontram nas seis primeiras posições na tabela.

O retrospecto tricolor diante do G6, atualmente formado por Internacional São Paulo, Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG e Grêmio, é muito ruim. Até então foram oito jogos, com seis derrotas e apenas dois empates, ambos por 2×2 e na Fonte Nova, contra Atlético-MG e São Paulo. Um aproveitamento de 8%.

“Rapaz, cara… Acho que nossa sequência não tá sendo muito fácil não. Todo jogo tá sendo decisivo e não vai ser diferente. Esses três times que estão no G6 e que vamos jogar contra, a gente ganhando, encostamos neles lá também. Esse é o nosso objetivo”, analisou o volante Gregore, em discurso otimista.

O Bahia está na 13ª posição na tabela, com 28 pontos, e o fato curioso é que contra os outros times que estão a sua frente (7º ao 12º colocado – Cruzeiro, Santos, Fluminense, Corinthians, América-MG e Vitória) o aproveitamento cresce para 66%. Foram sete jogos, com quatro triunfos, dois empates e só uma derrota, para o Santos, já no returno.

Contra as equipes que estão abaixo do tricolor na tabela – do 14º ao 20º colocado – o aproveitamento até então é de 44,4%. Em nove jogos, foram três vitórias, três empates e três derrotas.

Sem revanche 
Para iniciar a sequência diante do Palmeiras, o volante Gregore dispensa o sentimento de revanche, por conta da eliminação diante do time paulista nas quartas de final da Copa do Brasil. “Infelizmente fomos eliminados da Copa do Brasil pelo Palmeiras, mas não tem isso de revanche. Queremos vencer”, resumiu.

O técnico Enderson Moreira já sabe que não poderá contar com os meias Vinícius e Allione para o confronto. O primeiro cumpre suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo diante do São Paulo. Já o argentino não poderá atuar por questões contratuais, já que está emprestado pelo Palmeiras.

Com isso, a tendência é que Ramires volte a ter uma chance entre os titulares. Apesar de ter feito boa estreia no profissional no triunfo por 2×0 sobre o Sport, o garoto de 18 anos sequer entrou na derrota por 1×0 para o São Paulo, no Morumbi. Na ocasião, Enderson justificou.

“Fizeram muito ‘auê’ e é perigoso isso. Ele tem que ganhar espaço de forma natural. Naquele jogo, a gente não tinha o Vinícius e preferi colocar jogadores de velocidade, de ótimo um contra um. O Ramires tem potencial e naturalmente ele vai conquistar o espaço dele. Jogando em casa é um ambiente mais favorável a ele ter confiança. Aos pouquinhos, ele vai participando”, explicou.

O comandante tricolor pode ganhar os retornos de Bruno e Douglas Grolli, que já treinam no campo.

.

RTEmagicC_c6cebb5f20.gif


Comentários