Em coletivo, Carpegiani mexe na defesa, meio e ataque do Vitória

Técnico prometeu “repensar” o time para enfrentar a Chapecoense e cumpriu 

csm_andrelima_1f1590fb2c

Ronaldo; Jeferson, Ramon, Aderllan e Fabiano; Léo Gomes, Willian Farias e Rodrigo Andrade; Neilton, Lucas Fernandes e André Lima. Com mudanças na defesa, no meio-campo e no ataque, o técnico Paulo Cézar Carpegiani começou a esboçar o time do Vitória que enfrentará a Chapecoense no domingo (14), às 11h, em Chapecó (SC).

Logo após a derrota para o Santos por 1×0, na rodada anterior, o treinador antecipou que iria repensar a equipe e foi o que fez no primeiro coletivo da semana.

A mudança na zaga é forçada, já que Lucas Ribeiro está a serviço da seleção sub-20, o que abriu caminho para Aderllan entrar no time. Em princípio, ganhou a disputa com Bruno Bispo.

No meio, a suspensão de Rhayner e o retorno de Léo Gomes influenciam nas escolhas de Carpegiani, mas, comparando com a escalação que iniciou o jogo contra o Santos, o treinador também sacou Yago da equipe.

E ao reforçar a marcação com o trio de volantes, ocupou a vaga com Neilton, que apesar do papel articulador, é um atacante de ofício. Ele volta após cumprir suspensão.

O ataque, por sinal, foi todo reconfigurado. Além do retorno de Neilton, apareceram Lucas Fernandes e André Lima. Contra o Santos, os titulares foram Erick e Léo Ceará. Durante a atividade, o técnico colocou Erick e Walter Bou nos lugares de Neilton e André Lima.

O Vitória vem de quatro derrotas consecutivas e está em 18º lugar no Brasileirão, com 29 pontos. A Chapecoense tem 31 pontos e está em 15º. Portanto, o Leão garante subir pelo menos uma casa se vencer o confronto direito na Arena Condá, válido pela 29ª de 38 rodadas.

.

RTEmagicC_c6cebb5f20.gif


Comentários