Usman vence Rafael dos Anjos por decisão unânime no TUF 28

Dono de um preparo físico invejável, nigeriano dita o ritmo do confronto durante 25 minutos, em Las Vegas, nos EUA, controla o brasileiro através das quedas e se mantém invicto no Ultimate

Foi um misto de técnica e preparo físico. E os ingredientes colocados dentro do octógono deram o tom da atuação do peso-meio-médio Kamaru Usman na vitória por pontos (50-43, 49-45 e 48-47) contra Rafael dos Anjos, na luta principal do TUF 28 Finale, realizado em Las Vegas (EUA), na sexta-feira.

– Sou um homem numa missão. Vim a este esporte para mandar uma mensagem. Estou indo em direção ao cinturão e dei mais um passo para isso. Estou cansado de falação. Peço pelas lutas, às vezes, recebo. Eu dominei os cinco rounds, mostrei que sou o próximo desafiante e mereço isso.

gettyimages-1067076218

Usman – cuja primeira e única derrota se deu em 2013 – enfileirou nove adversário somente no Ultimate. E caminha para se tornar um dos carrascos dos brasileiros: além de Dos Anjos, ele liquidou Warlley Alves, Serginho Moraes e Demian Maia.

Ex-campeão dos leves, Rafael dos Anjos perde pela segunda vez consecutiva – ele havia sido superado na disputa do título interino para Colby Covington, em junho.

A luta

Kamaru Usman tomou a iniciativa da luta e não tardou a avançar na perna de Rafael do Anjos, que defendeu a tentativa de queda. Eles trocaram golpes no centro do cage, entretanto, o nigeriano buscou a queda, conseguiu, mas o brasileiro se levantou com o auxílio – dentro das regras – da grade. Usman cercou o brasileiro, que ao andar para trás (o octógono do TUF é menor do que o habitual) ficava encurralado. “O Pesadelo Nigeriano” tornou a levar o confronto ao solo e lá ficou ao golpear por cima o faixa-preta de jiu-jítsu.

gettyimages-1067076258

Na segunda etapa, Usman tornou a colocar pressão em Rafael dos Anjos em pé e, quando enxergava a brecha, derrubava o brasileiro, controlando-o no solo. Pupilo de Roberto Gordo, Dos Anjos voltou às origens ao atacar o braço do oponente, encaixou a kimura, bem defendida pelo nigeriano. O bote não resultou em finalização, entretanto, serviu para ficar de pé outra vez.

Kamaru Usman iniciou o terceiro assalto castigando a costela de Rafael dso Anjos, que aceitou a trocação franca. Sem reduzir o ritmo, Usman continuou ativo na trocação e com ímpeto ofensivo para buscar as quedas. Dos Anjos apostou na kimura outra vez – em vão – e seguiu grampeado. Quando o duelo transcorreu em pé, Dos Anjos carimbou o rosto do rival, mas perdeu o terceiro round.

Na quarta etapa,Usman apertou o ritmo em pé, acertnado boa sequ~encia no rosto do brasileiro, que se defendeu. Incansável, Usman aplicou mais uma queda e trabalhou na meia-guarda, enquanto seus treinadores pediam para que ele desferisse cotoveladas. Mais desgastado, Dos Anjos se esforçava para se levantar, porém, o nigeriano – sempre um passo à frente – fazia a leitura do movimento e dominava o niteroiense em mais um assalto.

gettyimages-1067076292

Quando o quinto round começou, Usman fintou o chute frontal e avançou na trocação, conectando boa sequência em Rafael dos Anjos. À vontade no octógono, o nigeriano apostou nas quedas – tática de todo o combate – para manter o domínio do embate. Ao buscar as pernas de Dos Anjos, Usman deixou o pescoço exposto e foi laçado, porém, sem ângulo, o faixa-preta não emplacou a finalização. De ponta a ponta, Usman foi superior e, com justiça, levou a vitória.

.
Combate

Comentários