Dois anos após ser preso em Senhor do Bonfim, ‘ladrão da lanterna’ é capturado em Petrolina; vídeo

ladrão-lanterna-1

Um homem suspeito de praticar inúmeros furtos e roubos em Petrolina e região, que ficou conhecido como “ladrão da lanterna” e foi preso em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, em maio de 2017, voltou a cair nas garras da polícia, hoje (24), desta vez em Petrolina.

Raimundo Elias da Silva foi preso por volta das 10h, no Centro da cidade. O tenente Wellington Salvatore, do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), explicou como ocorreu a prisão. “Essa ocorrência começou na última terça-feira (22), quando ele fugiu de uma abordagem no bairro José e Maria. Ele estava em um carro clonado. Hoje, ele foi visualizado por uma policial do 2º BIEsp no Centro de Petrolina e foi solicitado o apoio. Quando ele percebeu a presença do policiamento, fugiu pelos fundos do bar e subiu na cobertura de lojas. A população ficou sabendo e também ajudou. Nessa corrida, ele caiu de um dos estabelecimentos e correu para dentro do Mercado Turístico. Quando ele saiu, foi detido pela população. Levamos ele à delegacia e verificamos que ele tem um mandado de prisão em aberto”, disse o oficial.

O suspeito agia em Petrolina, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Jacobina e outras cidades da região. Segundo o tenente Salvatore, o prejuízo das vítimas ficou em torno de R$ 2 milhões. “Ele ficou conhecido por ‘ladrão da lanterna’ porque entrava durante a madrugada nos estabelecimentos comerciais para furtar, causando grande prejuízo. Foram mais de R$ 2 milhões em aparelhos e produtos de roubo que ele conseguiu”, destacou.

Como este Blog mostrou em 2017, o homem era investigado por mais de 40 furtos qualificados a estabelecimentos comerciais somente em Petrolina, desde o ano de 2014. Depois disso passou a praticar os mesmos crimes em Senhor do Bonfim, Jacobina e Campo Formoso (também no norte baiano), sendo alvo de pelo menos 30 inquéritos policiais nessas cidades. Raimundo Elias da Silva deve ser encaminhado à Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, onde deve permanecer à disposição da Justiça.